• indice

  • siga-nos twitter

Como comprar Cavalo

Cuidados a Ter na Compra de Cavalos

 


Antes de comprar um cavalo


Primeiro precisamos
pensar que o cavalo é um ser vivo que necessitará de atenção, carinho, boa
comida, espaço, exercícios frequentes, etc. E tudo isto nos custará duas coisas
fundamentais: tempo e dinheiro. Mas também nos trará grande satisfação. Se
estamos decididos a assumir esta responsabilidade, devemos agora responder 
a algumas perguntas básicas que nos ajudarão neste planeamento:

• Qual o montante de dinheiro que temos
disponível para a compra do cavalo?

Vale sempre a pena lembrar que não podemos considerar todas as nossas economias
para a aquisição, pois teremos custos depois de comprar o animal como
transporte, exames, guia de transporte, etc.
• Qual a quantia que podemos gastar
mensalmente para a manutenção deste animal?

Aqui temos que ser honestos, deixando um pouco a paixão de lado, para
calcularmos todos os gastos que teremos, incluindo hospedagem, alimentação,
ferrador
, veterinário e qualquer outra eventual despesa que possa surgir, fica
um pouco elevado.

• Qual o uso que pretendemos fazer deste
animal?

Passeio, hipismo, alguma outra modalidade equestre, etc.


Esta resposta influenciará bastante na escolha da raça que queremos. Basicamente
temos opções de hospedagem que vão desde 200€ até algumas opções em centros
equestres que chegam a custar mais de 500€, pois incluem treinadores, ferragens
e outros cuidados mais indicados para cavalos atletas ou de exposição. Nos
custos mais baratos normalmente a opção são os pastos ou cocheiras colectivas e
todos os outros custos são cobrados á parte. Só para  ter uma ideia, uma
ferragem simples ronda os 50€ / 75€.
Se estiver no inicio, é recomendado o acompanhamento de uma pessoa do meio e o
exame pré-compra feito por um veterinário evita surpresas e dá uma tranquilidade
de não estar a comprar “gato por lebre”.

 


 

AVALIE POR SI PRÓPRIO


Faça uma observação do aspecto geral:

– Sem tocar no animal, avalie
inicialmente a cabeça; o olhar deve ser alegre, que não denote sofrimento ou
cansaço e sim olhos brilhantes que demonstrem vivacidade.

Simetria:

– Não pode haver diferenças,
tais como um joelho ou canela maior do que o outro. Inchaços ou saliências no
lombo ou garupa
; joelhos pelados indicam que o animal tropeça; cascos rugosos ou
rachados demonstram sofrimento de enfermidades anteriores; pêlos brancos no
lombo podem identificar lesões causadas por arreios duros.

Se  procurar um animal
para montaria, é preciso observar a colocação do freio; pode observar se ele
nega ou aceita o ferro na boca; se levanta em demasia a cabeça ou simplesmente
não quer. Se a operação como um todo ocorreu sem grandes dificuldades, isto
indica que o animal está habituado aquela situação.
Uma vez aparelhado, podemos testar os andamentos do cavalo, como ele se comporta
no momento de montar, andar ao passo, trote e galope, testando o grau de
mansidão, cómodo, obediência. Deixe a pessoa que irá conduzir o animal
experimentar o mesmo. É importante ver como o conjunto se portará, como será 
a química e mesmo se não se trata de muito cavalo para o cavaleiro e o mesmo não
o consegue controlar.
A avaliação dos aprumos também é fundamental, porque problemas desta natureza
poderão representar defeitos que vão incidir na propulsão e sustentação. Peça
para alguém montar o animal na sua direcção e observe-o de frente, os
posteriores e anteriores devem estar alinhados. Faça o mesmo para observar o
cavalo de trás, pedindo que alguém o leve na direcção contrária à sua.
Estas são apenas algumas dicas para o ajudar no momento de aquisição de um
cavalo, quando se trata de uma compra para qualquer tipo de competição,
morfológica ou funcional ou ainda para a criação, muitos outros aspectos
precisam ser analisados. Ache estranho e comece a desconfiar se:
• Sentir que a pessoa quer empurrar o cavalo para si e não dá uma resposta
convincente as questões que faz.
• Não deixarem vê-lo aparelhar o cavalo. O acto de colocar a sela pode revelar
muito do comportamento do cavalo, como por exemplo, se o mesmo dá coices,
estira, rejeita a sela ou o freio.
• O dono não quiser deixar o cavalo ser montado por um terceiro. Se o cavalo
tiver algum problema a pessoa que esta acostumado a lidar com o cavalo pode
encobrir os seus defeitos.
• O proprietário o desaconselhe  a fazer um exame mais detalhado, feito por
um veterinário, como por exemplo radiografar os membros do animal. Este tipo de
exame é muito comum em cavalos atletas.
• Não o deixarem ver o cavalo no dia seguinte ao teste. Caso o cavalo esteja com
algum problema que acarrete dor, no dia seguinte provavelmente ele mostrará
indícios como mancar ou retirar o membro quando tocado. Se você puder, faça uma
prática que é muito comum nos EUA, mas ainda não muito difundida em Portugal que
é o pagamento de metade na retirada do animal e o restante após algum tempo de
uso, como 15 dias. Esta é uma boa forma de ter certeza que o cavalo se encaixa
às suas necessidades, após um período de “test-ride”.
Um exame que acreditamos ser importante antes da compra é o de Anemia
Infecciosa, doença que acontece nos equinos é altamente infecciosa e que demanda
sacrifício dos animais, uma vez detectada. É um exame relativamente simples e
que pode ser realizado pela maioria dos veterinários.


Estas foram as principais dicas para a compra de um cavalo por iniciantes.

 

 


 


Se comprar o seu cavalo na
Internet

 

Na altura em que estamos
decididos em comprar um cavalo, somos confrontados com muitas dúvidas e opções.
Não é uma escolha fácil. Temos que ter em conta a raça que se adequa mais às
nossas necessidades e expectativas, recorrer a sítios fiáveis e pensar antes
quanto dinheiro queremos gastar na compra.
Sem dúvida, a compra de um cavalo não é um acto impulsivo, mas sim uma escolha
muito racional e deve ser feita cuidadosamente. Nesta secção, vamos tentar ajuda
nos factores básicos e importantes a ter em conta na hora de escolher um cavalo.
Tentaremos dar os passos a seguir no processo da compra de um cavalo, sempre
tendo em conta que trata-se duma escolha pessoal. A primeira questão é onde
adquirir o cavalo. É importante que não haja qualquer tipo de enganos da parte
do vendedor. Lugares onde existem criadores podem dar mais segurança, visto que
normalmente têm uma boa reputação. Os clubes de hipismo também podem ser uma boa
opção.
Trata-se de centros de reuniões de amadores, que estabelecem uma relação com os
seus monitores, a quem confiam a venda dos seus cavalos. No caso de alguém
particular, é preferível que seja perito. Os concursos também podem ser lugares
apropriados, se o que pretende é um cavalo que salte. Os veterinários também são
uma boa fonte de informação, porque eles tão em constante contacto com pessoas
desse ramo, e até podem conhecer o animal e podem aconselhar acerca do seu
estado. Devemos concentrámo-nos primeiro em decidir que cavalos cumprem as
nossas expectativas. Uma vez seleccionado o animal que queremos comprar, a
análise feita por um veterinário é indispensável, que ira verificar em que
estado se encontra o cavalo.
Para além destes conselhos, devemos tentar que o vendedor aconselha-nos um
período de prova do animal, para que possamos ver o seu estado e possibilidades;
em caso que ele nos conceda este tempo, devemos ter o máximo de cuidado com o
cavalo já que qualquer tipo de acidente será da nossa responsabilidade. No caso
de ele não nos conceder esse tempo, então é recomendável não realizar a
totalidade do pagamento do cavalo na totalidade, e apenas pagar o resto só
quando comprovar-se que o cavalo satisfaz as expectativas. Esperamos que os
conselhos que se seguem sirvam de ajuda para a compra de cavalos:
Um cavalo castrado deve ter um preço superior, por causa dos gastos da operação;
A égua pode ter o seu preço mais alto se ela estiver apta para a criação de
exemplares valiosos
; Um cavalo entre os 5 e os 10 anos é mais caro; Um cavalo
sem documentação ou sem raça definida deve ser mais barato; Algumas das raças
mais caras são o cavalo Andaluz e o Árabe; Cavalos que tenham ganho competições
são mais caros.

DICAS:
1. Escolha a raça de cavalo que atende as suas necessidades;
2. Entre em contacto com o vendedor, peça para ele lhe mandar mais fotografias
do cavalo por e-mail;
3. Verifique o cavalo pessoalmente antes de fechar o negócio, veja se o anúncio
condiz com a realidade do animal;
4. Quando for ver o cavalo, dê preferência pelo período diurno;
5. Se for necessário, peça a assistência de um veterinário;
6. Desconfie de valores muito abaixo do mercado;
7. Anote o endereço, e-mail, telefone e celular do vendedor. Não esqueça de
confirmá-los;
8. Verifique o valor do frete para levar o cavalo até a sua cidade;
9. Faça um contrato da negociação, que lhe proteja de eventuais prejuízos;
10. Verifique na associação da raça do cavalo (ex.: ABQM/Quarto de Milha), se o
animal pode ser transferido, se não existe penhora ou qualquer outro bloqueio;
11. Efectue o pagamento somente depois de estar tudo de acordo (valor, animal,
documentação e vacinas);
12. Não efectue o pagamento de sinais, adiantamentos ou qualquer outro valor,
antes de ver o cavalo e verificar a idoneidade do vendedor;
13. Agindo assim, você fará uma compra segura!

fonte todosobre cavalos

Mais sobre cavalos acesse Socavalos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: